segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Opinião - Ninja Assassin (filme)

Atenção: post spoiler.

Esse post vai ser um pouco fora dos padrões. Não podia deixar de falar sobre esse filme.

Bom, pra quem já foi ver esse filme tão esperado em virtude da presença do cantor coreano Rain no cenário cinematográfico americano, acredito que você compreenda que há diversos pontos a ser discutidos.

Ou não... pois posso resumir esse filme em duas palavrinhas:


Uma bosta.


Primeiramente, temos que ter noção de que trata-se de uma produção americana, e não oriental. Aliás, até agora não entendi a ambientação do filme, se era japonesa de fato, coreana, chinesa, russa... Esse é um ponto importante: é uma salada cultural tremendamente desorganizada que você pensa "Eles tão de brincadeira, né?!".

A começar pela linguagem: um clã ninja japonês falando em inglês. Bom, até aí tudo bem, já que a produção é americana e o foco/ponto de vista é americano. Devemos assumir essa visão acima de tudo. Inclusive, o próprio Rain possui uma pronúncia muito bonita, apesar do sotaque. Mas isso não é problema algum! O problema é essa ambientação indefinida que faz com que um ninja coreano falando inglês em plena Berlim pareça ridículo!

Na parte em que Raizo ataca seu próprio mestre em forma de rebeldia contra o próprio clã, o mestre manda seus pupilos ninjas atacá-lo dizendo "Kill him!". Oras, depois de um momento de fúria e rebeldia de Raizo em virtude de razões culturais que envolvem o clã, seus objetivos e a vontade interna de cada membro, o mestre vem com um "Kill him" como se fosse a Guerra do Golfo ou o Mortal Kombat? Inclusive, se fosse um filme realmente japonês, a reação do mestre não seria essa. Provavelmente ele se calaria e em seguida algum elemento externo representaria seu sentimento, que estaria em total harmonia com a raiva do inimigo. A cultura oriental não é fundamentada na reação automática e espontânea, muito menos vinda de um mestre ninja! Não concordam? Afinal, uma vingança de verdade precisa ser planejada por anos.

Aliás, a motivação da revolta de Raizo é algo muito mal explicado! Encerra-se o motivo numa simples paixão e descoberta de um coração por trás de uma vida aparentemente voltada única e simplesmente ao ódio, à dor e à vingança. O motivo da vingança é a garota em si ou a perda da preciosidade que a garota havia lhe feito desabrochar (descoberta de si mesmo, de um eu-além-clã)? Durante as tentativas de extermínio de Raizo, o seu companheiro do clã (um dos outros estudantes, acho que chamava Takeshi) importunou Raizo algumas vezes durante o filme com a lembrança da garota que ele mesmo (Takeshi) havia matado por ordens superiores do clã. Nisso, deixa a entender que a garota era uma motivação maior do que a descoberta de um coração (descoberta de si mesmo).

Inclusive, a motivação do clã também é obscura. Apenas pincela-se o preto no branco: saiu das regras, morreu. E fim. Que pobreza!

Raizo mata sem piedade nem dó (até aí beleza), porém por que a motivação dele, já que se diz tão fundamentada no sentimento, é algo tão desvencilhada do sentimento paternal criada com o mestre? Apesar de no fim Raizo dizer "Você não é meu pai", há sim uma relação mestre-aprendiz que é extremamente forte, tanto que ele se tornou o ninja mais foda do clã. O mestre o queria como substituto, porém, nisso, a inteligência e a experiência do mestre ficou muito muito muito subestimada. Na posição de um mestre de um clã ninja, no mínimo ele deveria conhecer os motivos de seu aprendiz, uma vez que logo no início ele diz que os aprendizes são parte dele e vice-versa.

Outro ponto importante é o beijo do jovem Raizo com a garota do clã. Tudo bem, entende-se a relação de afeto que se inicia por parte da garota, atingindo Raizo. Porém, aquele beijo é realmente desnecessário. Na cultura oriental, NUNCA que haveria esse tipo de beijo se fosse de fato verdadeiro o "amor" do casal. A cena da auscutação do coração é relevante, com a exceção do olho no olho. Isso seria muito difícil de se ver.

Essa relação direta é bem polêmica. No filme, Raizo, um homem tão sedento de vingança, NUNCA teria aquele tipo de reação em relação à agente forense. No mínimo, ele teria de ser um homem de poucas palavras, que não se dirige a ninguém que não faça parte dos seus objetivos, que não olha direto nos olhos de quem não o interessa, que nunca seria tão generoso e compreensivo ao modo americano como o colocaram no filme. Aquele "I know" depois que a agente se desculpa falando que não sabia de nada da tentativa de captura dele ficou RIDÍCULO. Meu, que ninja assassino que passou anos enclausurado em treinamento intenso e sob pressão psicológica com visão à vingança teria uma reação daquela? Claro, dizer que a agente tinha um coração especial caiu como uma luva pra dar o desfecho pro filme, mas... pffff. Me parece muito mais um final remendado do que cosido com carinho.

Aliás, essa ideia do "coração especial" somente terminou de afundar o filme, definitivamente. No comments. Ah, e só a título de curiosidade, o coração não fica do lado esquerdo. É no centro! Do lado esquerdo só há uma ponta que se estende um pouco mais.

Por fim, aqueles trocentos agentes da polícia enfiados no meio de um campo de treinamento ninja acabando com os ninjas usando arma de fogo me soou até mais ridículo do que o Tom Cruise de samurai no período Meiji. Inclusive a agente atirando no mestre, atropelando o outro ninja... omg. Onde vamos parar?

Particularmente, não vibrei, não me emocionei nem aprendi nada do que é ser um ninja. O fim deixou a desejar, me deixou um vazio de Raizo no fundo ter alcançado o NADA com toda aquela matança (apesar de aparentemente o sorrisinho final ter dito o contrário). Portanto, ele, assim como os membros do clã, acabaram por exteriorizar e encerrar seus desejos e frustrações num mesmo ponto: no sangue.

Resumindo, trata-se de um filme muito mal explicado, sem pé nem cabeça, contraditório e, acima de tudo, que subestima a cultura oriental. Acham que enfiar ninja, samurai, honra e vingança já dá um filme de caráter oriental. O fim esperado realmente acontece e não surpreende nem cria expectativa.

...

Mas tudo bem, os 9 reais valeram a pena porque vi o Rain de cuequinha... hahahahahahaha!

Atenção: a opinião expressa aqui é pessoal. Se não concordar, terei muito prazer em ler sua opinião. :)

☆☆☆

9 comentários:

Gabriel disse...

Eu discordo! Totalmente!

...não do filme, pois ainda não vi e provavelmente não vou ver depois te der lido seu post :).

Mas discordo que vale a pena pagar pra ver um oriental de cueca, seja quem ele for! Hehehehe

Beijos!

Gis disse...

Nhannn,como assim? Me desanimei totalmente...mas aí qnd eu ja estava totaçmente desacreditada vs diz: "O Rain só de cueca"é tortura né?

kissus,leio sempre o blog

바보 disse...

Obrigada pelo comentário, Gis!

Haha, recomendo assistir ao filme SÓ para ver o Rain de cueca! pq é a única coisa que presta naquele filme, hehehe... :P

E continue acessando ao blog! ^^ Muito obrigada!! beijos


Ah! Gabriel! Deixa de ser bocó, pelo menos eu sei que tenho bom gosto para homens, hahahaha!

Puppy Girl disse...

Waaa~ eu quero ver o filme so por causa do meu Lee Joon ASDHASD é um dos ninjas, e é um cantor de uma banda famosa na coreia meu Joon. <3 Mesmo ninguem sabendo que papel ele fez ou deixa de fazer, '-' o Rain tambem aparece no filme? outro motivo pra mim ver. Kamsamnida (nao sei se escrevi certo) iausdhasiudhisauhd . Com teu posto eu entendo algumas coisas que jamais pensei m entender do coreano, keke~

Anônimo disse...

História analisada em detalhes à parte, há lutas realmente interessantes, algo que anda faltando em certos filmes orientais, não que eu não goste, pois vi "“Spring, Summer, Fall, Winter… and Spring” e adorei, logo, creio que vale muito a pena ver Ninja Assassin.

Said Tudo disse...

Vai tomar no seu cu, vc achar q isso dar criticas, vai dar a bunda palhaço, ...

바보 disse...

Anonymous: “Spring, Summer, Fall, Winter… and Spring” realmente é muito bonito, eu também adorei! chorei pra caramba, hehe.

Said Tudo: se não gostou da minha crítica, não há problema algum. Mas dizer que o que escrevi está muito abaixo de ser uma crítica não é motivo para ofensas pessoais desse nível. A minha opinião (como diz bem o título do post) é simplesmente uma opinião. Se você quiser acatá-la, que acate. Se não, o espaço de comentários é livre para opinar.
Infelizmente sua opinião foi extremamente grosseira que, diferentemente da minha, não teve análise prévia. Exatamente por isso é que não podemos chamar sua opinião de crítica.
Às vezes é bom usar os miolos para não escrever bobagem desse nível.

Ligia disse...

O enredo é fraco sim, mas achei o filme muito bom pelo simples fato de ser um bom filme de ação, as cenas de ação, as de luta são perfeitas e muito bem feitas, assim o filme na minha opinião atingiu seu objetivo, afinal em filme de ação o que interessa é a ação e nisso o filme mandou muito bem. Vi uns making ofs no youtube e tb percebi o quanto o ator principal se dedicou nos treinamentos, tanto que eu realmente achei que o cara fosse algum lutador profissional até ficar de cara ao descobrir que ele é cantor pop na Coréia, bom mandou bem e as cenas de ação tb, não há porque esperar um super conteúdo de um filme de ação, ainda mais americano right? ;-)

Josiqnalhdeo Jaooq disse...

Não o filme é bom agora pra que não gostou né. E porque também ele mim em cinou quase todas as coisas queele faz e o resto esta mim ensinando.